Linux Mint: Leve, Elegante e Fácil de Usar

Está procurando uma distribuição Linux que não pese, que seja fácil de instalar e usar, e o melhor inteiramente livre?! O Linux Mint é uma ótima opção para quem quer praticidade e todos os benefícios de softwares open-source!

Ele possui duas versões, uma versão baseada em Ubuntu LTS. E também uma baseada em Debian a Linux Mint Debian Edition (LMDE). Anteriormente também haviam versões baseadas em Kubuntu e Xubuntu, mas essas não são mais mantidas oficialmente.

Além disso uma das características mais importantes é que possui suporte a língua portuguesa.

Inegavelmente seu ambiente de interface mais popular o Cinnamon possui design moderno, leve e elegante, bastante similar ao sistema operacional Windows. Entretanto, o sistema possui três interfaces diferentes além do Cinnamon, há também o MATE e Xfce.

Enquanto a Cinnamon é a mais completa, a MATE é considerada mais rápida e estável, já por sua vez a Xfce é a mais leve de todas.

O sistema operacional também ganha pontos em velocidade e desempenho.

O software foi concebido por Clément Lefèbvre  conhecido por “Clem” e atualmente é mantido pelo Linux Mint Team (do qual Clem ainda faz parte), pela comunidade, e por patrocinadores independentes. Assim como pela comunidade de pessoas do mundo todo que participam enviando relatórios de bugs, sugestões e críticas.

Desde 2006, ano de seu lançamento, a distro ganhou espaço e atualmente possui a 3ª posição no ranking da DistroWatch, site especializado em sistemas open source .

Qual é o melhor Ubuntu ou Linux Mint? Qual é o mais leve?

O Ubuntu é baseado em Debian enquanto o Linux Mint possui atualmente duas versões: uma baseada em Debian e outra em Ubuntu LTS, como já mencionado. Ambas as distros são umas das mais populares e queridinhas da comunidade.

A interface do Linux Mint a Cinnamon possui design personalizável e similar ao Windows da Microsoft. O que torna uma opção interessante para novos usuários. Desse modo essa é uma das principais características, dificilmente um usuário de Windows vai se incomodar com a aparência desta distro linux.

Por padrão o Ubuntu vem com o ambiente GNOME que certamente pode causar estranheza a quem não está acostumado.

Uma das principais desvantagens do Linux Mint é que não é possível simplesmente atualizar o sistema operacional. É necessário reinstalar a cada versão principal. O que é um pouco chato para o usuário médio. Mas com a versão Linux Mint Debian Edition (LMDE) não há esse problema pois sempre é mantida atualizada.

Para instalar novos programas nas duas distribuições linux isto é feito através dos gerenciadores de pacotes gráficos. As duas distros possuem programas similares. Cerca de 30 000 pacotes diferentes!

É provável que você encontre o programa para substituir o usado no Windows de forma rápida!

Em computadores mais antigos com hardware mais limitado o Ubuntu tem desvantagem. Principalmente durante a execução de jogos.

Logo escolher qual a mais adequada para você dependerá da sua máquina, qual aparência desejada e de qual o propósito geral para o uso. As duas são ótimas escolhas!

Linux Mint 20 Ulyana novidades

Em síntese a nova versão é baseado no Ubuntu 20.04. Entre as principais novidades estão o Warpinator um substituto ao Giver, um sistema que permite a transferência de arquivos entre PCs com o sistema operacional instalado.

Também a atualização da interface Cinnamon, bem como o suporte de segurança anunciado até 2025.

O sistema está disponível nas versões 32 bits e 64 bits. Principalmente para atender a computadores mais antigos. No entanto a equipe de desenvolvimento recomenda a instalação da versão 64 bits.

Recentemente o time de desenvolvimento informou que a nova versão do sistema estará disponível aos usuários em dezembro/2020 e se chamará  Linux Mint 20.1  “Ulyssa”.

Como instalar

Primeiramente baixe no site oficial a versão escolhida. Você pode fazer uma mídia USB inicializável (bootável) através de seu Windows, Mac OS ou Linux com o arquivo ISO baixado. Para isso você pode utilizar softwares como por exemplo o Etcher ou fazer diretamente em seu sistema.

Logo após realizada a criação da mídia USB inicializável, reinicie seu computador. Na tela de carregamento da BIOS escolha a opção de boot com o USB. No geral é alguma tecla especial. Caso não saiba consulte com o fabricante de seu aparelho. A partir de então sigas as instruções e escolha a opção de instalação desejada: Sessão Livre ou Instalação Definitiva.

Após a instalação você pode ter acesso ao código fonte do sistema operacional pelo comando apt-get source.

Você também pode utilizar um mídia física e gravar a imagem ISO do sistema operacional em um DVD se possuir uma unidade de CD/DVD em seu computador.

Vantagens do uso do Linux Mint

  • Suporte multimídia completo
  • Facilidade de uso
  • É leve
  • Fácil manutenção
  • Estabilidade do sistema operacional 
  • Comunidade muito ativa
  • Por ser software livre é grátis (open source)
  • Atualizações frequentes
  • Bom desempenho
  • Possibilidade de personalização
  • Em empresas a redução de custos pode ser considerável dependendo do tamanho.
  • Aparência familiar a do Windows (se usar a versão com inteface Cinnamon)
  • Compartilhamento de arquivos em rede usando o Warpinator

Isso só para citar algumas!

Desvantagens do Linux Mint

  • Possíveis problemas no momento da atualização
  • Alguns programas feitos exclusivamente para Windows pode não funcionar
  • Em um futuro próximo já foi anunciado que não haverá mais suporte para 32 bits (forçando a usar 64 bits)
  • Interface parecida com o Windows (se deseja um visual diferente terá de fazer personalizações)

Como todo sistema operacional podem haver algumas características não tão interessantes durante a experiência do usuário que podem ser vistas como desvantagens. Mas não se preocupe, como foi mencionado a comunidade é bastante ativa em fóruns de dúvidas na Internet. Então se houver algum problema dificilmente você ficará em resposta ao consultar sites de apoio.

Nesse sentido para realizar o download da versão mais recente acesse o site oficial.

No site oficial também há um fórum para discussão dos principais tópicos como: instalação, lançamentos futuros, suporte, drivers, codecs, obter ajuda, entre outros.

Curiosidade

Os nomes das versões do Linux Mint são nomes femininos. Começando pela versão 1.0 nomeada como Linux Mint 1.0 “Ada” e posteriormente com as seguintes denominações:

  • 1.0 Ada
  • 2.0 Barbara
  • 2.1 Bea
  • 2.2 Bianca
  • 3.0 Cassandra
  • 3.1 Celena
  • 4.0 Daryna
  • 5.0 Elyssa
  • 6.0 Felicia
  • 7.0 Gloria
  • 8.0 Helena
  • 9.0 Isadora
  • 10.0 Julia
  • 11.0 Katya
  • 12.0 Lisa
  • 13.0 Maya
  • 14.0 Nadia
  • 15.0 Olivia
  • 16.0 Petra
  • 17.0 Qiana
  • 17.1 Rebecca
  • 17.2 Rafaela
  • 17.3 Rosa
  • 18.0 Sarah
  • 18.1 Serena
  • 18.2 Sonya
  • 18.3 Sylvia
  • 19.0 Tara
  • 19.1 Tessa
  • 19.2 Tina
  • 19.3 Tricia
  • 20.0 Ulyana
  • 20.1 Ulyssa

E então pretende usar essa distro? Prefere outra? Ubuntu ou Fedora? Deixe seu comentário! Até a próxima!

Leia mais:

O que é .NET Framework Microsoft?

O que é x86 ou x64 no Windows? Saiba qual o seu!

You may also like...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *