O que faz um Engenheiro de Software?

Com o mundo cada vez mais dependente da tecnologia, o interesse por profissões ligadas a tecnologia da informação (TI) cresceu. Nesse artigo vamos falar um pouco sobre esse assunto.

Ficou sabendo sobre essa profissão e se interessou em saber o que faz um engenheiro de software?

O processo de criação de softwares sejam eles programas ou aplicativos passam por várias etapas. Nisso entra a Engenharia de software que é a área responsável por criar projetos, desenvolver, projetar melhorias, manutenções e implementar controle de qualidade ao produto final, ou seja, o software.

O engenheiro de software é o responsável pelo desenvolvimento visando atingir esses critérios.

Numa empresa, o que faz um engenheiro de software?

Entre as várias atribuições podemos citar:

  • Projeta e desenvolve softwares 
  • Analisa requisitos
  • Realiza manutenção
  • Implementar melhorias nos projetos já existentes
  • Garante a qualidade do software
  • Trabalha com banco de dados
  • Realiza testes
  • Criação da documentação 

Se o profissional trabalha por conta própria possivelmente ele terá que realizar ainda outras tarefas, que seriam distribuídas em uma equipe, mas que trabalhando sozinho também será sua responsabilidade como a parte administrativa, atendimento e possíveis questões jurídicas entre outras.

E como alguém pode se tornar um engenheiro de software? É o que veremos a seguir:

Profissão

Anteriormente como as demais profissões ligadas a computação a profissão não era regulamentada. No entanto desde 2018 para poder trabalhar como engenheiro de software é necessário o registro junto ao CREA (Conselho Regional de Engenharia e Agronomia).

Para isso primeiramente você deve ter feito a graduação em Engenharia de Software em uma faculdade reconhecida pelo MEC (Ministério da Educação) e após a conclusão solicitar o registro ao CREA de seu estado. Tal mudança ocorreu pela Resolução nº 1.100 de 29 de maio de 2018 do CONFEA (Conselho Federal de Engenharia e Agronomia). No entanto tal resolução é controversa já que a  Sociedade Brasileira de Computação não é a favor da regulamentação de nenhuma área relacionada a computação (TI) sob o argumento que a restrição da profissão leva ao atraso do desenvolvimento tecnológico.

No mercado o conhecimento de linguagens de programação como C, C#, Javascript, Java, PHP, Python estão entre as mais solicitadas. 

Também o conhecimento de banco de dados como o MySQL, PostgreSQL, Oracle entre outros.

Leia mais:

O que faz um Analista de Sistemas?

Como Aprender a Programar Sozinho – Guia Completo

You may also like...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *